Terça-feira, 21 de Dezembro de 2010

AI QUE FRIO........BRRRRRRRRRRRR

 

Como o próprio titulo do post ilustra, a nossa terrinha encontra-se debaixo de um frio de "rachar". A onda de frio que se estende um pouco pela Europa não deixou Castelões incumbe, nem morgada de tal regalia que o Inverno oferece por estas alturas do ano.

 

Embora o primeiro nevão já tenha derretido, o tradicional temporal de Inverno instalou-se e pelos vistos não vai arredar pé. Para contrariar tal efeito, um pouco por toda a aldeias as colunas de fumo vão-se vendo a sair pelas chaminés, um inequívoco sinal de que uma lareira esta acesa e como tal a produzir o color necessário para aquecer o lar.

 

Como podemos ver nas fotos mais uma vez oferecidas pelo Afonso Cunha, numa das suas muitas incursões à procura da Terra prometida, os locais que oferecem poças de agua estão bem geladinhos e na foto em cima podemos verificar a poça da Agua Santa no Santuário da Senhora das Necessidades que mesmo com metade de um bloco de cimento em cima não sucumbiu ao peso.

 

 

Já no que toca ao multiusos o mesmo poderia ser dito que futsal não é o desporto apropriado, nem recomendado para esta época do ano. O campo mais parece um ringue de gelo com o Hóquei como modalidade que se pudera praticar.

 

O Natal vai-se vertiginosamente aproximando e o frio vai atropelando o dia a dia, mas como sempre a aldeia sobrevive e da sempre sinais de vida. Esta estacão leva com que os conterrâneos se refugiem dentro das suas moradias dando à aldeia um aspecto desolador, no entanto basta bater à porta de uma casa com a chaminé a mostrar um pouco fumo e dentro da mesma o calor humano da aldeia não perdoa a quem for convidado.

Publicado Por Aldeia de Castelões às 02:18

Link Do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
2 comentários:
De Luís Fernandes a 21 de Dezembro de 2010 às 20:46
Alguém terá recebido, lá (ái) [cá] em CASTELÕES um Livro de Poesia.

Com os nossos Votos de BOAS FESTAS, para Todos os CASTELAMUNENSES, deixamos um poema editado em 1978, por um distinto Flaviense:

MENINO JESUS

Assim nu Te mostraste
Sem o manto divino
Como um grão de semente
Desprendido na haste;
E, Deus, insinuaste
À humana condição
Que foi na terra humilde
Que geraste
A flor de perfeição.

Autor: EDGAR CARNEIRO

.....

Luís Fernandes
De Afonso Cunha a 22 de Dezembro de 2010 às 00:23
Igualmente para si e para os seus, amigo Luís, os nossos votos de um Santo e Feliz Natal.

Pela do Alfredo, já se questiona a sua ausência prolongada!

Vá lá, tire uma tarde à Grajinha...

Comentar Post

●Mais Sobre Mim

●Pesquisar Neste Blog

 

●Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

●Número de Visitas

free html visitor counters
hit counter

●O Tempo em Castelões

Weather Forecast | Weather Maps

●Contactos


bogas.raul@hotmail.com
marrocos.7@hotmail.com
afcunha55@hotmail.com
jmg70@cox.net

●Links Favoritos

●Castelões no Youtube

Viva Castelões
Marcha de Castelões
Aldeia de Castelões
Pão Comunitário
Chegada da Procissão 2008

●Fotos no Flickr

www.flickr.com

●Arquivos

RSS