Quarta-feira, 19 de Novembro de 2008

OS MEDRONHOS

 

 

O medronheiro é uma arvore ornamental Portuguesa que também é conhecida pelos nomes de Érvodo, Ervedeiro, Ervado, Ervedo ou Êrvedo. Ela tem normalmente um crescimento do tipo arbustivo até uma altura de aproximadamente 5 metros com ramos erectos que brotam do tronco a partir de aproximadamente meio metro do solo e que são também bastante espaçados entre si.

 

A copa do medronheiro é arredondada com folhas persistentes de formato elíptico que assumem uma coloração verde-escura semelhante à do sobreiro, e também possuem um brilho ceroso na face superior.

As flores desta árvore da cor branca ou levemente rosadas são muito decorativas. Logo, ela é considerada uma planta ornamental. Além disso, o medronheiro produz frutos comestíveis, bastante apreciados sobretudo no sul de Portugal, onde são usados na produção de licores e aguardentes destiladas do tipo licor de medronho.

 


 

Pois bem, escondido por entre as encostas mais aconchegadas dos outeiros podemos em Castelões encontrar varias arvores que vão sobrevivendo os incêndios florestais e que vão dando o seu precioso fruto que em Castelões é simplesmente conhecido por "Merogos". Não sabemos ao certo quem concedeu este nome ao fruto, mas sabemos que é uma das muitas guloseimas naturais dos mais novos por altura das vindimas.

 

Infelizmente ninguém na aldeia tem pomares destas arvores nos seus quintais ou hortas,  talvez por pura negligência ou falta de informação na sua confecção e seus variados usos. Assim sendo os "merogos" vão unicamente satisfazendo o paladar daqueles que se aventuram pela veiga à sua procura já que são bem doces quando estão na altura certa para a sua recolha.

 

Não me gostaria de despedir sem agradecer ao Rui Rodrigues que teve mais uma vez a amabilidade de nos enviar estas belas fotos da arvore com o seu delicioso e bem doce fruto. 

Publicado Por Aldeia de Castelões às 00:22

Link Do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
1 comentário:
De Luís da Granginha a 19 de Novembro de 2008 às 18:53
Antigamente também os havia -e muitos! - lá pela GRANGINHA!
Hoje não sabemos se ainda há por lá algum.
Naquele tempo, «Íamos»/ou, «andávamos» a eles, aos merogos! E que bem que nos sabiam!
Com a revelação do Rui e do Joe, ah!, vamos preparar uma expedição para «irmos» aos de CASTELÕES!

TâTãrâtã-Táti-tiã!.............

Luís Fernandes

Comentar Post

●Mais Sobre Mim

●Pesquisar Neste Blog

 

●Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

●Número de Visitas

free html visitor counters
hit counter

●O Tempo em Castelões

Weather Forecast | Weather Maps

●Contactos


bogas.raul@hotmail.com
marrocos.7@hotmail.com
afcunha55@hotmail.com
jmg70@cox.net

●Links Favoritos

●Castelões no Youtube

Viva Castelões
Marcha de Castelões
Aldeia de Castelões
Pão Comunitário
Chegada da Procissão 2008

●Fotos no Flickr

www.flickr.com

●Arquivos

RSS