Domingo, 5 de Abril de 2009

RECRIAÇÃO DO PROCESSO DE PREPARAÇÃO DOS CAMPOS II

 

Voltamos hoje ao mesmo tema do post anterior retomando a recriação de preparação dos campos. Assim sendo e depois de a terra ter sido lavrada com a charrua o campo fica em repouso por alguns dias.

 

Passados que estão esses dias o agricultor com as suas vaquinhas voltavam para "traçar" a terra. O processo iniciava-se com a "agrade". Este utensílio servia para que o campo tivesse uma disposição nivelada, mas também com os"dentes" que a agrade tinha para penetrar na terra, e consequentemente cortar a mesma para que fique mais trabalhada.

 

Geralmente uma pedra bastante pesada como visto no modelo era posta sobre a agrade para esta poder penetrar na terra com facilidade. Por vezes não era surpresa poder ver o próprio agricultor em cima da agrade agarrando o rabo de uma das vacas e comandando as mesmas com a vara. Um método que para alem de eficaz servia como que de alguma forma de divertimento.

 

 

Estando o campo agradado era então a altura de começar a traçar a terra. Com um arado como visto no modelo a terra era lavrada na diagonal em relação a maneira como a mesma foi charruada, dai o termo "traçar" da terra.

 

O processo embora menos moroso que ao processo da charrua, era entretanto também ele envolto das suas dificuldades. O simples facto de não poder lavrar o campo em linha directa impunha assim dificuldades adicionais. Para alem disso o campo era mais pesado visto estar agora a cortar o "torrão" a meio.

 

 

Mesmo assim o agricultor gostava mais desta parte da preparação do campo, já que o arado era simplesmente uma ferramenta mais simples e mais leve para trabalhar.

 

O mesmo era transportado no "jungo" (parte de madeira que unia o par de vacas na sua cabeça) para os campos ao contrario do aparato de charrua que teria que ser transportado necessariamente num carro devido ao seu peso e envergadura.

 

 

Após novo descanso, eis que a agrade a entrar novamente em funções. Desta feita para dar a ultima pincelada no campo antes das sementes serem deitadas à terra para a futura colheita.

 

Mais uma vez a agrade vai fazendo com que algum torrão seja adequadamente desfeito e também mais uma vez nivelando o terreno para a sementeira ter o seu inicio.

 

 

 

A hora da sementeira chegou e mais uma vez o arado é utilizado para semear os campos. Como em todo o seu processo a sementeira, em especial da batata, também não é um processo fácil nem rápido.

 

Aos poucos e devagarinho os campos vão-se enchendo do que virá a ser a próxima colheita.

 

Damos assim encerrado este bonito projecto que teve o seu início no post anterior e que foi muito bem organizado e trabalhado pelo Armindo Rodrigues que nos brindou a todos com a recriação do processo de preparação dos campos e a quem lhe agradecemos imensamente pela nova participação no nosso espaço Esperamos no fundo que no futuro possamos contar com o Armindo para mais valorosas participações.

 

Não me gostaria de despedir sem agradecer também ao Rui Rodrigues que teve a bondade de tirar as fotos e enviar-las para podermos elaborar os posts. 

 

Em despedida fiquem com esta bela foto do modelo do agricultor acompanhado do seu burreco estando a caminho da "leira" para ir "sachar" a nova sementeira que tanto trabalho lhe deu ate ao momento.

 

Desejos a todos de um bom fim-de-semana e como é hábito para a semana cá estaremos com mais fotos e historias da nossa pequena mas querida aldeia.

Publicado Por Aldeia de Castelões às 01:16

Link Do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos

●Mais Sobre Mim

●Pesquisar Neste Blog

 

●Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

●Número de Visitas

free html visitor counters
hit counter

●O Tempo em Castelões

Weather Forecast | Weather Maps

●Contactos


bogas.raul@hotmail.com
marrocos.7@hotmail.com
afcunha55@hotmail.com
jmg70@cox.net

●Links Favoritos

●Castelões no Youtube

Viva Castelões
Marcha de Castelões
Aldeia de Castelões
Pão Comunitário
Chegada da Procissão 2008

●Fotos no Flickr

www.flickr.com

●Arquivos

RSS