Terça-feira, 13 de Outubro de 2009

AS VINDIMAS

 

Embora Castelões não seja terra demarcada, à ainda aqueles que não resistem em cultivar o seu próprio vinho. É assim mesmo e em Castelões embora sejam poucos que ainda o fazem, alguns conterrâneos ainda se dão ao árduo e laborado trabalho do cultivo da uva.

 

Como vamos ter a oportunidade de ver nas fotos o ano até foi propício ao cultivo deste fruto e as colheitas superaram em muito as expectativas, sendo que se esperam bons vinhos lá pela altura do São Martinho.

 

 

 

Tanto a uva branca como a uva tinta foram muito bem sucedidas em números e na foto podemos ver os belos "cachos" sendo que até da vontade de os comer e não vindima-los para o lagar. De notar também as belas cores que estas uvas proporcionam.

 

 

Aos poucos de vieiro em vieiro os baldes vão-se enchendo a ritmo bem apresado do precioso fruto. Um factor Importante de referir neste ponto é o facto de nesta altura da vindima ser importante que as uvas sejam limpas de por exemplo folhas ou ervas ou qualquer outro detrito que possa vir a influenciar posteriormente o fabrico do vinho.

 

 

 

Dos baldes para os sacos é um instante e pelo meio da vinha os mesmos vão-se acumulando para mais tarde serem transportados. A vindima é sem sombra de duvidas uma das culturas favoritas do agricultor.

 

 

Eis o carro de transporte das uvas. O destino agora é o lagar lá em casa sendo que dentro de uns dias o patrão lá vai convidar um grupo de rapazes (amigos) para pisar as uvas e tornar as mesmas naquele liquido indispensável numa mesa Portuguesa.

 

Um agradecimento especial à Sandra pelas maravilhosas fotos de mais uma actividade da aldeia de Castelões na sua época de recolha.

 

 

Publicado Por Aldeia de Castelões às 00:43

Link Do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
1 comentário:
De Afonso Cunha a 15 de Outubro de 2009 às 10:18
Já lá vai o tempo, que recordo das minhas férias escolares passadas na Aldeia, que Castelões tinha muitas vinhas espalhadas pelos lugares da Costa e das Casas.

Hoje em dia poucas restam, sendo substituídas por pequenas parreiras plantadas junto das novas habitações.

Não sei se o factor Custo/Benefício foi determinante para que em Castelões tivesse praticamente desaparecido o cultivo das uvas, optando os agricultores por comprarem as uvas nas vizinhas, Torre e Agrela e até mesmo por terras de Valpaços, concluindo depois na suas adegas todo o processo do fabrico do vinho.

Nesta matéria, o Especialista de Produto é o nosso amigo Ernesto Penedones , pelo que a sua opinião avalizada podo contribuir para esclarecer tal alteração de procedimento.

Uma coisa é certa, actualmente há por Castelões algumas qualidades de uva de mesa para consumo próprio de elevada qualidade, para regalo de quem delas desfruta .

Comentar Post

●Mais Sobre Mim

●Pesquisar Neste Blog

 

●Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

●Número de Visitas

free html visitor counters
hit counter

●O Tempo em Castelões

Weather Forecast | Weather Maps

●Contactos


bogas.raul@hotmail.com
marrocos.7@hotmail.com
afcunha55@hotmail.com
jmg70@cox.net

●Links Favoritos

●Castelões no Youtube

Viva Castelões
Marcha de Castelões
Aldeia de Castelões
Pão Comunitário
Chegada da Procissão 2008

●Fotos no Flickr

www.flickr.com

●Arquivos

RSS