Terça-feira, 13 de Julho de 2010

PÃO CASEIRO

 

Pão caseiro, sempre fresco, sempre estaladiço sempre delicioso. Não à como uma bela fornada de centeio acompanhado com uma "lasca" de presunto e um copinho de tinto. Hoje em dia estas fornadas são mais pequenas, praticamente em miniatura já que o forno comunitário não coze.

 

 

As pessoas de Castelões adaptaram-se rapidamente à nova onda de fornos de lenha, e não perderam tempo em construírem estes mini-fornos para assim poderem usufruir dos mesmos a tempo inteiro e em casa, sem estar à espera da sua vez chegar quando o forno comunitário era o único forno que existia.

 

 

Para quem conhece estes pequenos fornos sabe perfeitamente que as voltas a dar para se cozer o pão em nada os diferenciam dos grandes fornos comunitários. Mas o facto de se estar em casa e gastar menos combustível (lenha) para cada fornada assim como cozer quando querem fazem destes fornos os preteridos.

 

 

Nem as "larentas" escapam aos min-fornos. Estes deliciosos pães que eram feitos das sobras da massa eram cozidos rapidamente devido ao seu tamanho diminuto. Eram os pães preferidos dos miúdos que esperavam à volta da padeira a hora em que elas saiam do forno para serem consumidas ainda de bem quentes.

 

 

Em Castelões as coisas não mudam, e ainda bem. Estes pequenos detalhes da vida rural são preservados e esperamos que continuem sempre a bom ritmo, afinal o nosso pão em Castelões já foi honras de reportagem da TV, e disso nós todos nos orgulhamos e para sempre guardaremos na nossa caixinha das memorias.

 

Obrigado Sandra por nos lembrares destes pequenos detalhes que sem sombra de duvidas nos trazem memorias de tempos difíceis mas que no fundo eram muito bons. Hoje em dia as "modernices" facilitam e muito a vida rural, mas à ainda quem não desista de ter em casa o que é realmente bom.

Publicado Por Aldeia de Castelões às 02:43

Link Do Post | Comentar | Adicionar aos Favoritos
8 comentários:
De SANDRA CARNEIRO a 19 de Setembro de 2010 às 21:46
Que saudades deste pão! Em lugar nenhum se encontra um pão assim. Como é claro o sabor das coisas também vem das memórias que a elas estão associadas..., mas seja como for...não há pão como este!
De Do alto do Facho vejo tudo a 27 de Julho de 2010 às 18:02
São neste momento 18.00 horas, e por conseguinte é hora do lanche. Com essa bela Larenta e um copo, ficava um homem satisfeito.
Obrigada Sandra por esta recordação.
De Carlos Madureira a 13 de Julho de 2010 às 21:46
Há algum tempo a esta parte que a passagem pelo blog da Aldeia de Castelões é uma obrigação quase diária. É com enorme prazer que assisto à sua evolução e ao esforço empenhado de todos os seus colaboradores. Queria, na pessoa do Afonso Henriques, por ser o único que conheço ou pelo menos consigo identificar, dar os meus parabéns a todos aqueles que contribuem para me manter próximo da aldeia onde, na minha infância e adolescência, passava o mês de Setembro na companhia de familiares e amigos. O forno comunitário e o excelente pão que lá faziam é das muitas recordações que mantenho e o convivio que dessa azáfama resultava, era a demonstração da humilde maneira de ser das boas gentes de Castelões. A todos, com saudade na lembrança, um grande abraço.
De afonso cunha a 14 de Julho de 2010 às 15:56
Pois é Carlos. Os tempos que passamos por Castelões em época de férias escolares chegaram e sobraram para mantermos um sentimento mútuo, relativamente à Terra, às suas Gentes e suas Tradições.

É com satisfação que vamos constatando que o objectivo a que nos propusemos com a criação do Blogue da “Aldeia de Castelões”, está mais abrangente e isso estimula-nos, quase nos obriga, a continuar com o projecto, na certeza que por lá do ecran está alguém que se maravilha e agradece a sua continuidade.

Obrigado pela tua assiduidade, pelo comentário e até sempre.


De afonso cunha a 13 de Julho de 2010 às 11:38
Conheço este forno. Fica no meu bairro.

Aquela gordura derramada, indicia que por dentro daqueles pães tostadinhos...

Só de olhar para as fotografias, fiquei com a boca em água.

A tradição pela nossa terra ainda é o que era. Felizmente!


De Rosa ( galega ) a 13 de Julho de 2010 às 22:22
mmmmmm que boa a larenta!!! :) gosto moito do pan de Portugal, e do presunto, e da chouriça... jejeje viva Casteloes!!! ( desculpen pelo meu galego-portugues :P saudos
De afonso cunha a 14 de Julho de 2010 às 16:08
Olá Rosa (Galega)

Creio que andamos no sábado passado a sacar fotos juntos, por terras de Monforte?

Se sim, estás convidada a visitar-nos juntamente com Paco e Moncho.

Até lá.
De Rosa ( galega ) a 14 de Julho de 2010 às 22:00
hola afonso: moito obrigada pela invitaçao a Monforte, mas acho que nao son a Rosa que estivo a tirar fotos consigo :P Eu son a namorada do Nelson cunha de Casteloes :) un abraço pra tod@s :D

Comentar Post

●Mais Sobre Mim

●Pesquisar Neste Blog

 

●Abril 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

●Número de Visitas

free html visitor counters
hit counter

●O Tempo em Castelões

Weather Forecast | Weather Maps

●Contactos


bogas.raul@hotmail.com
marrocos.7@hotmail.com
afcunha55@hotmail.com
jmg70@cox.net

●Links Favoritos

●Castelões no Youtube

Viva Castelões
Marcha de Castelões
Aldeia de Castelões
Pão Comunitário
Chegada da Procissão 2008

●Fotos no Flickr

www.flickr.com

●Arquivos

RSS